Os Cuidados Continuados em Portugal

Autor: 
Lídia Lopes
Autor: 
Marcelo Leite
Autor: 
Margarida Costa

Os cuidados continuados destinam-se colmatar uma lacuna, no que se refere à escassez de respostas adequadas que satisfaçam as necessidades de cuidados de saúde decorrentes de situações de dependência, resultantes de doença de evolução prolongada, que se estima virem a aumentar nas próximas décadas.

Cuidados continuados de saúde pretendem ser os cuidados prestados ao cidadão, em situação de dependência,  que requerem tratamento de longa duração, susceptível de correcção, compensação ou manutenção e que, necessite de cuidados complementares e interdisciplinares de saúde.

 O decreto-lei nº 281/2003. DR 259 Série I-B de 2003-11-08 visa a criação de uma rede de cuidados continuados de saúde, constituída para o efeito por todas as entidades públicas, sociais e privadas, destinadas a promover, restaurar e manter a qualidade de vida dos cidadãos com doença crónica ou degenerativa.

Seis meses após a publicação desta legislação continuam por definir responsabilidades, não existem recursos alocados a projectos e não se vislumbra aplicação prática para algo que muito prometia. A família do doente, algumas IPSS e muita boa-vontade de profissionais bem-intencionados do SNS continuam a ser tudo o que temos nesta área...

Pré-visualizaçãoAnexoTamanho
Os Cuidados Continuados em Portugal131.23 KB