Cuidados de saúde primários 2000 - Determinantes da satisfação dos utentes dos cuidados primários: o caso de Lisboa e Vale do Tejo

Autor: 
Antonio Luz
Autor: 
Sara Valente
Autor: 
Vitor Raposo
Autor: 
Paula Godinho

Os objectivos deste estudo são: (a) avaliar a percepção que os cidadãos utentes dos centros de saúde têm relativamente aos cuidados prestados; (b) entender mais as razões subjacentes a estas avaliações. Para esse fim realizou-se um inquérito retrospectivo a uma amostra de quase 4000 utentes dos centros de saúde das três sub-regiões da Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo: Lisboa, Santarém e Setúbal. Os questionários foram entregues por elementos da ARS directamente aos utentes, aos quais foi pedido que os preenchessem e os devolvessem em sobrescritos de franquia paga, garantindo assim um completo anonimato.

O questionário (Europep), já anteriormente validado, permitiu obter valores e indicadores de satisfação com os cuidados primários nas seguintes áreas: (i) relação e comunicação; (ii) cuidados médicos; (iii) informação e apoio; (iv) continuidade e cooperação; (v) organização dos serviços.

 A taxa de resposta foi de 40,5%, considerada uma boa participação dos cidadãos em inquéritos de satisfação em Portugal.

 Como principais resultados, observa-se que grande parte dos utentes está satisfeita com os cuidados prestados, em especial com a sua interacção com os médicos de família, quer em termos humanos, quer em termos técnicos. No entanto, verifica-se que os aspectos relacionados com a gestão e organização obtiveram avaliações mais negativas, como é o caso da acessibilidade dos tempos de espera.

 

Pré-visualizaçãoAnexoTamanho
Cuidados de saúde primários 2000 - Determinantes...46.39 KB