A arte da enfermagem no Século XVIII

Autor: 
Luís Graça
A Postilla Religiosa e Arte de Enfermeiros é o primeiro manual de formação em cuidados de enfermagem de que há notícia em Portugal e, nessa medida, deveria ocupar lugar de algum relevo na proto-história do ensino das ocupações e profissões de saúde.

Publicada em 1741, depois do necessário nihil obstat et imprimatur das autoridades civis e religiosas (incluindo o competente parecer do físico-mor do Reino), é seu autor o Padre Frei Diogo de Santiago, religioso da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus. A obra destinava-se explicitamente à formação dos noviços do Convento de Elvas, "para perfeição da vida religiosa e voto da hospitalidade", sendo apresentada como resultado da experiência do autor em "quarenta anos de Religião". Na época, e desde 1645, os hospitaleiros de S. João de Deus não só administravam uma vasta rede de hospitais militares, de campanha e de retaguarda, como neles prestavam os cuidados de enfermagem.
Pré-visualizaçãoAnexoTamanho
A arte da enfermagem no Século XVIII169.02 KB