Análise Especializada: Cuidados de Saúde Primários : reforçar e expandir

Este documento, realizado em parceria entre o Alto Comissariado da Saúde, o Instituto Superior de Economia e Gestão e Instituto de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina de Lisboa – Universidade de Lisboa, faz parte de um conjunto de estudos solicitados a peritos nacionais com consultoria internacional, sectoriais e/ou transversais e que foram alvo de discussões próprias em sede especializada e/ou pública. Esta análise, e outras realizadas para o mesmo efeito noutros domínios (como é o caso dos cuidados de saúde secundários, entre outros), constituirá a base de pareceres e estratégias posteriormente solicitadas às instituições envolvidas no Plano Nacional de Saúde (PNS) 2011-2016.

A análise especializada Cuidados de Saúde Primários: reforçar e expandir tem como autores Luís Silva Miguel e Armando Brito de Sá.

Pré-visualizaçãoAnexoTamanho
Cuidados de Saúde Primários : reforçar e expandir458.99 KB

Comentários

Reforço da saúde mental nos CSP

Da leitura do documento em análise, no ponto que se refere à saúde mental da criança e do jovem, pareceu-me que emergia, como principal resposta ao problema identificado o aumento do número de psicólogos. No documento, a abordagem que é feita à problemática assenta sobretudo na intervenção do médico ou dos clínicos gerais. O discurso (na parte do texto que se refere às respostas) parece-me muito medicalizado. Apesar de estarmos a falar em integrar a saúde mental nos cuidados de saúde primários, pouco ou nada se apresenta, como medida, a promoção da saúde familiar ou da criança e do jovem. Porque não investir também, a par dos psicólogos, em enfermeiros especialistas em Saude Infantil?

Maria José Silva