Estado da arte

As perturbações psiquiátricas e os problemas de saúde mental constituem actualmente a principal causa de incapacidade e uma das mais importantes causas de morbilidade nas sociedades contemporâneas. Em Portugal, prevê-se num futuro próximo um impacto crescente “(…) de problemas, directa ou indirectamente relacionados com a saúde mental (…)”. Adicionalmente, a prevalência das perturbações psiquiátricas, o envelhecimento das populações e uma maior esperança de vida, alteraram as necessidades, o tipo e a procura dos cuidados prestados1<.

A saúde mental foi considerada uma “ (...) prioridade política do XVII Governo Constitucional, sendo uma área transversal aos cuidados de saúde primários, hospitalares e cuidados continuados integrados”2<.Dado que os problemas de saúde mental, aliados a situações de demência que, em parte, resultam do aumento da esperança média de vida e do envelhecimento da população, importam severas consequências para a vida das famílias, esta área continua a representar uma das prioridades das políticas sociais e de saúde do actual Governo Constitucional, cujo programa prevê a criação de novas respostas de cuidados continuados integrados de saúde mental, em articulação com a segurança social, em função dos diferentes níveis de autonomia das pessoas com doença mental.

Na última década, tem-se verificado uma preocupação crescente com as questões da saúde mental por muitos organismos supra nacionais, incluindo a OMS, a Comissão Europeia e muitos governos europeus que assumiram o compromisso de disponibilizar um nível de recursos mais justo e adequado para a saúde mental3<.

Neste sentido disponibilizam-se alguns links relevantes para a temática, a nível nacional e internacional:

 

  • 1.< PORTUGAL, Ministério da Saúde, Alto Comissariado da Saúde, Coordenação Nacional para a Saúde Mental. Plano Nacional de Saúde Mental 2007-2016 – Resumo Executivo. Lisboa
  • 2.< Despacho n.º 10464 de 9 de Abril de 2008
  • 3.< KNAPP, M. and MCDAID, D. – Chapter four Financing and funding mental health care services In Mental health policy and practice across Europe - Edit by (European Observatory on Health Systems and Policies Series) by Martin Knapp, David Mcdaid, Elias Mossialos, and Graham Thornicroft. Open University Press McGraw-Hill Education. First published 2007. Copyright © World Health Organization 2007 on behalf of the European Observatory on Health Systems and Policies