Estado da arte

O olhar sobre as pessoas que trabalham na área da saúde em Portugal faz-se, aqui, essencialmente na perspectiva da "governação/governance": na análise do exercicio da autoridade politica, económica e administrativa (processos, mecanismos complexos, relações e instituições) através da qual cada cidadão<, prestador de cuidados e grupos de interesse (organizações profissionais, sindicatos, Ordens, associações de doentes, Ligas de amigos de hospitais, autarquias) articulam entre si os seus interesses, exercitam os seus direitos e obrigações e medeiam as suas diferenças.

Aqui poderá encontrar conteúdos relacionados com:

  • planeamento de recursos humanos
  • formação pré e pós-graduada
  • selecção e integração das pessoas nas organizações da saúde
  • carreiras profissionais
  • contratos de trabalho, individuais e colectivos
  • desenvolvimento profissional contínuo
  • garantia da qualidade do desempenho dos profissionais de saúde
  • sistema de informação sobre as pessoas que trabalham no sector da saúde
  • sistemas de remuneração
  • sistemas de incentivos
  • condições de trabalho
  • "skill-mix" - redistribuição de competências, novas competências
  • expectativas de quem trabalha no sector da  saúde
  • expectativas dos cidadãos sobre os que prestam cuidados de saúde

No entanto, outras questões relacionadas com gestão de recursos humanos como, por exemplo, avaliação de desempenho, padrões de referência de desempenho, instrumentos para monitorizar e melhorar o desempenho individual, gestão de recursos humanos em centros de saúde e hospitais, poderão ser alcançadas pelas entradas "desempenho" ou "prestação".

Bibliografia de referência:

Observatório Português dos Sistemas de Saúde. Saúde: que rupturas?. - Relatório da Primavera 2003. Lisboa: Escola Nacional de Saúde Pública, 2003.

Observatório Português dos Sistemas de Saúde. O estado da Saúde e a saúde do Estado -Relatório da Primavera 2002. Lisboa: Escola Nacional de Saúde Pública, 2002.

Observatório Português dos Sistemas de Saúde. Conhecer os caminhos da saúde-Relatório da Primavera 2001. Lisboa: Escola Nacional de Saúde Pública, 2001.

Biscaia A, Conceição C, Martins J, Ferrinho P. Política e Gestão dos Recursos Humanos na Saúde em Portugal – Controvérsias. Revista Portuguesa de Clínica Geral 2003; 19: 281-9